quarta-feira, 4 de maio de 2011

Frieza - mudança de perspectiva....

Esta semana estava conversando com algumas pessoas sobre frieza... Sobre como é difícil se relacionar com pessoas frias. E aí me dei conta que praticamente nos momentos mais marcantes da minha vida eu fui uma pessoa fria e calculista. Digo fria pois sempre tive dificuldades de demonstrar afeto pelas pessoas com as quais eu me afeiçoava...  Digo calculista talvez por sempre tomar esporros do meu pai sobre fazer as coisas sem pensar, comecei a pensar muito antes de fazê-las. Pensar exatamente como e as consequências destes atos. E pensar que em determinadas consequencias quais as as atitudes eu poderia tomar caso as coisas dessem certo ou não... Hoje eu revejo meus conceitos sobre isto. Talvez eu ainda não consiga demonstrar a meus amigos e familiares o quanto os mesmos são valiosos pra mim e por isso começo a entender certas coisas que acontecem na minha vida. Eu sou daquele tipo de pessoa que não acredita que as coisas tenham um motivo pra acontecer, embora sempre possamos tirar algo bom delas. Explicando em outras palavras eu não acredito que tenha existido uma razão para que eu "desenvolvesse" o linfoma, embora eu possa tirar coisas boas disto. E uma das coisas que eu tirei foi que além de dar mais valor pra coisas que antes não dava eu também estou tentando aprender a demonstrar isto. Talvez eu ainda não esteja craque neste esporte, mas acho que já melhorei bastante. Tanto que eu posso dizer que você que está lendo este blog, por alguma razão se importa comigo. Pode ter certeza que você é uma pessoa importante pra mim. Quanto ao calculismo também percebi que é em vão, quantas vezes planejamos algo incansávelmente e depois do nada algo totalmente imprevisível acontece e nos muda totalmente de rota, ocasionando uma mudança total de planos? Calculismo está fora de moda (pelo menos pra mim.) e espero que a frieza também esteja em breve.

Apenas atualizando status...
Estou no hospital já, instalado e tudo mais. Médico teve aqui e informou, amanhã (leia hoje, mais tarde já que é 20 pra 1 da manhã) tomografia e início da quimio.

4 comentários:

  1. Oi Guilherme, quanto tempo hein!=)

    Entendo quando você fala de frieza, eu também tenho essa dificuldade e por tê-la também percebo que tenho que me esforçar pra me dsfazer uma pouco dela também. Mas talvez essa frieza seja uma maneira que pessoas, de coração enorme, mantenham um certo equilíbrio, não por se tornarem fracos por demostrar afeto, mas por se tornarem forte na certeza do afeto, na certeza que mesmo escondido e camuflado o sentimento existe e é tão forte que não enxerga como barreira a " frieza".
    Calculista? Calculista sim, por querer o melhor, mas entregue a dança da vida. Que rende o calculista, mas este na pretensão de calcular todos os riscos consegue ver além e ver a como boa ou de outra forma algo que não deu tão certo.

    Talvez as coisas não tenham motivos para acontecer, simplismente estão no nosso caminho ou passaram a fazer parte em algum momento. o qeu fazer com elas? Inundá-las com nosso vigor, nossa energia, nosso ser! Não há coisa ruim que resista ao poder de persuação de um ser consciente de sua luz, de sua força e do que move o seu amor. Consciente ou não ela está em você, e poderá ser usada sempre que precisar.

    Super beijo!
    Rejane da Luz

    ResponderExcluir
  2. Leio teu blog todos os dias, e acredite, tá sendo maravilhoso ver que pra tudo se tem saída, que se desesperar não resolve. Não sou portadora de nenhuma doença grave, ou de qualquer tipo. Porém, minha família está tão doente, como se tivesse com algum tipo de câncer em estágio avançado. Decidi, muito diferentemente do que fazia antes, não mais me desesperar. Estou mais apegada em Deus, e de alguma forma, tua história teve participação nisso.

    Parabéns pelo blog, meu "ex-vizinho"! Está ficando cada dia melhor =)

    Abração!

    ResponderExcluir
  3. É isso aí cara, a vida é uma luta, sempre, seja lá com o que for. O tempo inteiro a vida bate e temos de estar prontos pra nos manter de pé, e se não for possível, levantar das quedas. Admiro tua força e coragem de encarar de frente tua doença sem floreios.
    Como tu mesmo disse sempre podemos tirar alguma lição de tudo que acontece com a gente, mas além disso, saiba que o que acontece contigo e o modo como tu tem encarado tudo isso tem sido exemplo pra muita gente. Deus age através de todos nós.
    qndo precisar partilhar alguma coisa ou precisar desabafar, tamo aí.

    Abraço.

    Delaíde

    ResponderExcluir
  4. Mariana Magalhães4 de maio de 2011 22:31

    Gui...
    Achei mto bacana seu bolg, e adorei oq vc você escreveu pois é pura realidade, pois demoramos pra dar valor as coisas realmente importante da vida..
    Saiba q msm longe, estamos todos aqui sempre rezando por vc, e pode ter ctz q tudo vaii correr bem !
    bjkas ! Amamos você ♥

    ResponderExcluir